28 dezembro 2009

Mais um amigo que vem até nós Jaime Azulay e o seu blog "Morro do Sombreiro"

Estimado Ruca:
Uma agradável surpresa saber da existência do vosso blog. Fiquei encantado. Conheço bem o Cubal e arredores e o meu filho caçula é teu conterrâneo. Por isso, meu caro, se me considerar cubalense, não fiquem zangados, tenho lá parte de mim. Vou encaminhar o endereço para um compadre que está em Bissau, (...) chama-se Rui Vasco. Ele e os irmãos também são do Cubal, de uma fazenda chamada Cupa. Penso que poderão depois conhecerem-se e trocarem informações. Ele tem 47 anos de idade. Adorei o blog e prometo enviar fotos recentes do Cubal se isso ajudar em alguma coisa. Lembras-te dos pumumos, aqueles passarões, parecidos com perús e que ficavam poisados no cimo dos embondeiros? Na extensão das plantações de sisal, fiquei com essa imagem: um embondeiro entrecortado no horizonte e a silhueta de um casal de "pumumos" poisados no galho mais alto. O Cubal está a recuperar, claro que mais lento do que desejaríamos, mas mesmo assim são notórios os avanços: edifícios reabilitados, as pontes, agências bancárias, a estação do CFB, etc. Nota-se a vida a renascer.
Um grande abraço e coragem para elevarem sempre o nome do nosso Cubal.
Quando puder vá passando para o pessoal o endereço do meu blog, vão aparecer algumas novidades.

Jaime Azulay
*****

O nosso amigo Jaime Azulay, também um Cubalense, vem até nós. É com grande alegria que o recebemos . Temos assim condições para partilhar muita informação, uma vez que o Jaime acabou de lançar o seu blogue "Morro do Sombreiro - Farol Aceso de Benguela para o Mundo" que, estou certo, irá ser bem sucedido e que desde já convido todos os cubalenses e amigos a visitarem (clicando aqui) ou no seguinte endereço : http://jaimeazulay.blogspot.com/
Por coincidência, chegou-me o Semanário Angolense, via nossa amigo Prata, onde é dado o destaque ao lançamento do referido blogue e que já faz parte da minha lista de blogues.
Obrigado ao Jaime por vir até nós com a imagem bonita e bem angolana dos pumumos, descrita de uma forma que me transportou, por momentos, ao Cubal e suas paisagens.
Obrigado
Ruca
Notícia do Semanário Angolense de 26.12.2009

23 dezembro 2009

Mensagens de Natal e Ano Novo Cubalenses

Caro Cubalense,
Caso desejes, poderás inserir as mensagens natalícias e de Ano Novo no nosso Livro de Visitas, clicando aqui ou neste link: http://users2.smartgb.com/g/g.php?a=s&i=g25-38891-69
Obrigado/Ruca

Feliz Natal aos Cubalenses e amigos

NATAL DE QUEM?
.
Mulheres atarefadas
Tratam do bacalhau,
Do peru, das rabanadas.
- Não esqueças o colorau,
O azeite e o bolo-rei!
- Está bem, eu sei!
- E as garrafas de vinho?
- Já vão a caminho!
.
- Oh mãe, estou pr'a ver
Que prendas vou ter.
Que prendas terei?
- Não sei, não sei...
Num qualquer lado,
Esquecido, abandonado,
O Deus-Menino
Murmura baixinho:
- Então e Eu,
Toda a gente Me esqueceu?
.
Senta-se a família
À volta da mesa.
Não há sinal da cruz,
Nem oração ou reza.
Tilintam copos e talheres.
Crianças, homens e mulheres
Em eufórico ambiente.
Lá fora tão frio,
Cá dentro tão quente!
Algures esquecido,
Ouve-se Jesus dorido:
- Então e Eu,
Toda a gente Me esqueceu?
.
Rasgam-se embrulhos,
Admiram-se as prendas,
Aumentam os barulhos
Com mais oferendas.
Amontoam-se sacos e papeis
Sem regras nem leis.
E Cristo Menino
A fazer beicinho:
- Então e Eu,
Toda a gente Me esqueceu?
.
O sono está a chegar.
Tantos restos por mesa e chão!
Cada um vai transportar
Bem-estar no coração.
A noite vai terminar
E o Menino, quase a chorar:
- Então e Eu,
Toda a gente Me esqueceu?
.
Foi a festa do Meu Natal
E, do princípio ao fim,
Quem se lembrou de Mim?
Não tive tecto nem afecto!
Em tudo, tudo, eu medito
E pergunto no fechar da luz:
- Foi este o Natal de Jesus?!!!
.
(João Coelho dos Santos in Lágrima do Mar - 1996)
O meu mais belo poema de Natal
***************
O segredo do Natal está dentro de nós.
Reflecte e vive-o intensamente.
Para todos os Cubalenses e amigos desejos de paz e amor.
Saudações
Ruca

18 dezembro 2009

Vistas do Cubal - ano 1973

1.
1 a 3: Campo de jogos do quartel com as
Igrejas do Cubal (antiga e nova) como fundo.
2.
Ao lado esquerdo a Igreja antiga

3.
Pormenor da foto 2
4.
Quartel Militar

(ao fundo pode ver-se parte da Escola Primária 40)5.
O n/quartel, com o alf. mil. Jacob (que esteve pouco tempo e que foi substituir o alf. miliciano Salgueiro, de férias) e os Furs. mil. Ribeiro e Cunha

6.

Foto tirada de cima de uma viatura militar, com o fundo da CM do Cubal

7.

Foto tirada de cima de uma viatura militar, com o fundo da CM do Cubal

***************

Mais umas recordações do baú das memórias:

1 a 3: Campo de jogos do quartel com Igreja do Cubal como fundo.
4 e 5: O n/quartel,com o alf. mil.Jacob(que esteve pouco tempo e que foi substituir o alf. miliciano Salgueiro, de férias) e os Furs. mil. Ribeiro e Cunha
6 e 7: Foto tirada de cima de uma viatura militar, com o fundo da CM do Cubal;

Um abraço e votos de
Festas Felizes para toda a família Cubalense
José M. Simões Cunha

Fazenda Fernando Alberto - ano 1973

1
2.

3.
Estas três fotos são (julgo eu) da Fazenda Fernando Alberto que visitamos, como militares, penso que em Abril/Maio de 1973
José M. Simões da Cunha

16 dezembro 2009

Nova Ponte sobre o Rio Cubal

Aberta ponte do rio Cubal
A ponte sobre o rio Cubal da Hanha, com 130 metros de comprimento e 11 de largura, que liga Benguela ao litoral e outras províncias do país foi inaugurada ontem pelo ministro das Obras Públicas Higino Carneiro. O ministério está a trabalhar para ligar a província de Benguela ao Huambo até ao próximo ano. “Tudo foi feito nos prazos previstos, apesar de não ser fácil construir em Angola devido ao material que tem de ser importando”, disse Higino Carneiro. O Instituto Nacional de Estradas vai instalar balanças para proceder à pesagem dos camiões para proteger a ponte, que tem uma capacidade limitada. Sobre o volume de programas que estão atrasados, o ministro disse que a crise financeira mundial afectou também Angola e isso fez com que o Governo reajustasse os programas, definisse novos prazos e estabelecesse limites. “Não fizemos mais porque não tínhamos capacidade financeira para pagar os serviços”, disse Higino Carneiro. O ministro revelou que desde o início do programa de construção de pontes e estradas, já foram construídas 60 pontes definitivas de grande dimensão e mais de 300 pontes provisórias metálicas. Armando da Cruz Neto, governador da província de Benguela, disse que a ponte do Cubal da Hanha vai permitir circular com mais facilidade e as populações têm, a partir de hoje, uma ligação ao litoral e outras províncias do interior. “Estamos todos de parabéns porque esta ponte vai contribuir para o de desenvolvimento da província e para a circulação de bens e da população”. O governador anunciou que está em conclusão a estrada que liga a província de Benguela ao Huambo e a estrada marginal que liga ao Namibe, através do Dombe Grande e Lucira. Também está em vias de conclusão a estrada para a Huila por Catengue e Chongorói. “Daqui a mais algum tempo temos uma Benguela diferente a nível na rede viárias”, disse o governador.
Retrato Cubal
O Cubal é um município da província de Benguela. Tem 4.794 km² e 252 mil habitantes. Limita a Norte com o município do Bocoio, a Este com o município da Ganda, a Sul com o município de Chongoroi e a Oeste com o município de Caimbambo. É banhado pelo rio Cubal. Já foi uma potência na produção de sisal e ananás. Desempenhou um papel importante na economia da região durante o século XX, fornecendo grandes quantidades de sisal e sumo de ananás para exportação. O Caminho-de-ferro de Benguela chegou ao Cubal em 1908.(in Jornal de Angola Online) A abertura da ponte vai proporcionar maior fluidez na circulação rodoviária entre o litoral e outras províncias
Fotografia: Dombele Bernardo (Jornal de Angola Online)

Ponte sobre o Rio Cubal da Hanha, na província de Benguela
(In Portal Angop Foto Angop)
******

Aproveitando o alerta do Manuel Pessoa sobre as notícias da Inauguração da Ponte sobre o Rio Cubal e imagens cedidas há poucos dias pelo Francisco Prata, aqui fica reunida, num único post, toda a informação sobre a nova Ponte. Obrigado a todos pela participação. Saudações Ruca


1.
2.
3.
4.

Amigo Ruca,
Boa tarde.
Como prometi, aí vao algumas fotos da nova Ponte sobre o Rio Cubal.
Forte abraço.
Prata

01 dezembro 2009

Fazenda Marco de Canaveses - Membassoco

1.
Fazenda Marco de Canaveses
Particular
(...)"Fazenda que pertenceu à Companhia de Açúcar de Angola e que era conhecida por Fazenda Marco de Canaveses e cujo nome nativo era Membassoco. Ficava entre o Cubal e a Ganda, mais ou menos a 20km do Cubal. Quando se ia do Cubal para a Ganda e se chegava à estação do Marco, havia um desvio à direita da estrada principal que ia em direcção à povoação da fazenda.Antes de chegar às habitações tinha que se atravessar uma ponte sobre o rio Cubal"(...)
2.
3.
Capela/Igreja
4.
5.
6.
Recolha de tractores
Ano da Construção: 1952

7.
8.
Esta múcua apetece abri-la
**
Boa noite, Junto envio algumas fotos da minha recente viagem a Angola.Apesar de nada recordar, foi bom conhecer o local em que nasci. Gostei da profundidade do horizonte, da cor da terra e das flores.
Espero voltar em breve e fazer o périplo dos locais onde habitei - Membassoco, Huambo e Luena.
Cumprimentos,
João Pinheiro

26 novembro 2009

Um mês após o 20º Encontro

Caros Amigos,
Passado que está cerca de um mês do nosso encontro, o 20º, entendemos ser agora o momento ideal para falarmos um pouco sobre a nossa experiência.
Os objectivos são muito simples: partilhar convosco o que sentimos e perceber onde podemos melhorar de modo a reforçar o grande objectivo de que já no próximo encontro, o 21º, sejamos mais a participar e que no final todos possamos sentir que valeu a pena mais este encontro dos nossos encontros.
Recebemos inúmeros comentários o que desde já agradecemos. Dos que adoraram, dos neutrais e daqueles que de todo não gostaram. Uma certeza podem ter: valorizamos todos da mesma forma e vamos tê-los em conta na preparação do próximo encontro.
Quando iniciámos a organização, definimos claramente o que pretendíamos e o aspecto primordial foi o de criar um ambiente e contexto em que cada um de nós pudesse desfrutar em pleno da amizade de todos os Cubalenses , não esquecendo aqueles que, mesmo sem terem bebido água do rio Cubal ou cheirado a terra sacudida pela chuva, se têm vindo a juntar a nós e que são, seguramente, a garantia da continuidade. Os nossos herdeiros, familiares e amigos ou seja, todos aqueles que connosco querem partilhar esta nossa festa.
Fizemos tudo a pensar em todos nós, Cubalenses, investindo o que de melhor temos e sabemos, acreditando sempre que a tolerância é e sempre será, apanágio das gentes do Cubal. Só assim conseguimos manter esta unidade depois de tantas provações a que fomos sujeitos, quando forçados a abandonar a terra que nos deu dos melhores momentos da nossa vida.
Em nenhum momento interiorizámos a ideia de ser “o nosso encontro”. Pedimos ajuda, ouvimos sugestões, introduzimos alterações, seguimos conselhos e usámos a experiencia de outros etc., etc., abrimos a porta a que todos pudessem contribuir e todos vós o fizeram mesmo que apenas marcando a vossa presença em Mira. Aliás, um dos mais importantes objectivos por nós delineados. O nosso Obrigado e os mais sinceros parabéns a todos pelo sucesso do nosso encontro.
Foi bom, divertimo-nos imenso, tivemos oportunidade de estreitar amizades, de perceber o quanto somos iguais e diferentes e de sentir o peso da responsabilidade. Conhecemos pessoas, que mesmo não tendo qualquer afinidade com a terra, quiseram brindar-nos com a sua disponibilidade e amizade proporcionando-nos bons momentos. Também a eles o nosso agradecimento.
É por tudo isto que temos força para enfrentar de novo um ano mais, mas tal como já referimos, continuaremos de mente aberta a tudo e todos os que possam contribuir para o objectivo maior: a unidade e o bem-estar de todos os Cubalenses.
No entanto, não há bela sem senão e reconhecemos terem existido alguns aspectos menos conseguidos. Serão seguramente reformulados e alterados. Temos a expectativa de que o 21º será certamente ainda melhor do que o 20º. Sentimos que com mais meia dúzia de eventos, até poderíamos dizer que éramos uns ”experts” em organização de encontros e não uns meros amadores voluntariosos com intenção de inovar e fazer mais.
Mas como sabem há que passar a pasta, outros haverá com excelentes projectos e muita vontade de os colocar ao dispor de todos nós, tornando a nossa festa em algo inesquecível e á qual ninguém quererá faltar. Nós, haja o que houver, não deixaremos de lá estar.
O próximo encontro já está aí… o tempo corre na medida da nossa vontade do reencontro.
Contamos convosco.
Um enorme abraço Cubalense
Mimi Peixoto, Faria de Sousa e José Lobo Pires

25 novembro 2009

Clube Desportivo Ferrovia do Cubal

1.
Clube Desportivo Ferrovia do Cubal
Cartão de sócio nº 386 de Joaquim João Pires
2.
Clube Desportivo Ferrovia do Cubal
Carlos Alberto filho do sócio Joaquim João Pires
3.
Clube Desportivo Ferrovia do Cubal
Carlos Alberto filho do sócio Joaquim João Pires
Acesso à piscina
4.

Caro Ruca,
Durante algumas arrumações, encontrei estes testemunhos, que estou certo farão recordar a todos, os bons tempos que passámos nos Bailes do Ferrovia e dos inesquecíveis banhos na piscina.
De facto, será uma surpresa para o meu irmão Carlos o mais novo, pois ele não sabe da existência destes cartões. Quanto ao meu Pai, e como alguém muito bem diz já voa para lá das cordilheiras mas, de qualquer modo estou certo que muitos se recordam dele.
Um grande abraço
José Lobo Pires
*****
Caro amigo José Lobo Pires,
Obrigado por partilhares estes belos testemunhos cubalenses.
Forte abraço
Ruca

17 novembro 2009

Cubalenses

José António Trabulo e familia Sousa na praia da Caotinha
1971
José António Trabulo e familia Sousa na praia da Caotinha
1971

José António Trabulo e familia Sousa na praia da Caotinha
1971
******
Saudoso Ruca.
Cordiais saudações para ti e familia. Estas fotos são cedidas pelo José António, sobrinho do Sousa do Esplanada Bar. A foto do Zé com o Messias,(na Diáspora Cubalense) só para lembrar, foi oficial de Justiça no Cubal.
Desejo a todos muita saúde e PAZ.
Um abraço.
/Fernando Pires/


13 novembro 2009

Mensagens amigas pelo 2º Aniversário do blogue do Cubal

Meus Caros amigos e amigas,
Vcs estragam-me com "mimos". Obrigado a todos pelas mensagens de apoio e carinho que me enviaram, quando do 2º aniversário do nosso blogue.
Grande abraço com amizade.
Ruca
###############################################
Oiiii Ruca
Um pouco atrasada mas venho pra. te agradecer a homenagem que fizeste a mim e ao meu irmão, valeu. Já consegui o contato com Deolinda e a Miló só está faltando o Vítor Manuel, não consegui. Talvez possas me facilitar esse contato. Aproveito pra. te dar os parabéns pelo aniversário do Blog. Vamos fazer muitos anos ainda. Afinal ele é nosso também. Parabéns mais uma vez e tudo de bom pra. ti.
Tenho outro endereço : zeliapuffy@hotmail.com . Este uso mais.
Um abraço.
Zélia Bento
***************************************************************
Amigo Ruca,
Muitos parabéns pelo 2ºniversário do nosso blog.
E para comemorar envio-te estas fotos, tiradas em Benguela aquando das minhas férias em 2007-2008.Brevemente mandarte-ei mais.
SAUDAÇÕES CUBALENSES
ESTAMOS JUNTOS.
Deolinda Gonçalves
***************************************************************
Olá Ruca!
Um sonhador que concretizou um sonho de todos os que, cá ou lá (Cubal) aqui vêm diariamente, de forma mais ou menos participativa, em busca de notícias de gentes que fizeram parte de nós.
Conheço alguns casos de amigos meus (nunca estiveram em África) que visitam o blog e ficam admirados fazendo-me comentários muito elogiosos e surpreendentes. Devo dizer-te que este é um grande testemunho histórico das nossas vidas pois concluo que muita gente com alguma cultura e que nos lê, só aqui percebeu a verdadeira dimensão da nossa forma de estar em África, tanto a nível pessoal como material.
Contaram-se muitas histórias, fantasiaram-se muitas vivências, confundiu-se o real com o imaginário mas aqui nesta página há factos, fotos, palavras e comportamentos. E passados tantos anos as relações de amizade, solidariedade e camaradagem permanecem e não podia ser de outra forma!...
Quem eram os que iam para aquelas as terras? A história explica um pouco.
As fotos são pérolas preciosas que nos trazem à memória vivências passadas que o tempo, às vezes, teima em apagar mas o coração não deseja.
E como se diz, mude-se o espaço... mude-se o tempo...mas que os amigos permaneçam.
Continuem, os que podem, a enriquecer este espaço e a ti que tiveste a iniciativa e porque nos tens sempre actualizado com muito "perda" de tempo... o meu obrigada.
Parabéns para ti que tiveste a iniciativa e porque a continuas.
Parabéns aos que de forma muito desinibida aqui expõe o seu "património"pessoal. E também gostaria de dar os parabéns ao blog do Henrique Faria que também visito desde o início.
Parabéns!
Bia
***************************************************************
Caro Ruca
O que me ocorre nesta data escreve-se com poucas palavras, mas que são sentidas: Parabéns por este espaço de encontro dos cubalenses.
Espero que continues a manter este blog com a garra que te reconheço.
Um abraço.
Mimi Peixoto
***************************************************************
Não poderia deixar passar uma data tão importante sem que te fizesse saber o quão especial é para mim a existência do teu, agora "NOSSO" blog. Calculo que às vezes seja necessária uma boa dose de paciência , trabalho e muito amor para o manter em bom ritmo mas sendo filho de um homem de carros e oficinas saberás com toda a certeza que muitas vezes é preciso apenas um bom "empurrão" para que o carro pegue de novo e continue sem problemas.
Devido a este bebé de 2 anos, já tive a alegria de comunicar com pessoas a quem pensava ter perdido o rasto para sempre.
Não te canses desta obra tão valiosa para todos os Cubalenses.
Deus te ajude.
Um grande abraço de parabéns .
Celeste Alves

***************************************************************
Meu caro Ruca.
Passados que são dois anos sobre a entrada do nosso Blog, uma feliz iniciativa com que brindaste toda a comunidade Cubalense, venho deixar-te aqui o meu grande agradecimento, pela forma como conseguiste unificar toda esta comunidade, dispersa por todos os Continentes do Globo.
Na tua nota sobre o 2º Aniversário do Blog, vens agradecer a colaboração de todos mas, quem deve na realidade agradecer-te tão feliz iniciativa e, muito trabalho investido no Blog, somos todos os que sentimos a saudade e, a necessidade de vir aqui em busca de mais uma noticia que nos divulgue e aproxime de mais um amigo, companheiro e até um familiar perdido, é um feito que não tem precedentes, e que, vale por tudo o que conheci na vossa comunidade há cerca de 40 anos.
Por tudo isto, meu caro amigo, o primeiro a estar de parabéns neste aniversário, és tu como o grande obreiro e comandante desta Nave da Corrente Cubalense, depois todos os Cubalenses e amigos do Cubal, essa bela cidade que um dia conheci e que, ainda recordo com saudade.
Para ti Ruca.
Para todos os Cubalenses espalhados pelo Mundo.
AQUELE ABRAÇO.
Pedro Jorge
***************************************************************
PARABÉNS e obrigada por nos proporcionares momentos de felicidade e tão boas recordações, do nosso querido CUBAL!
Graças ao teu empenho, todos nós podemos ter o privilégio do verdadeiro reencontro da família Cubalense!
Continua com essa determinação, amigo Ruca!
Um abraço.
Anabela Borges e Victor Oliveira
***************************************************************
Parabéns pelo teu esforço e um obrigada pela participação de todos aqueles que por aqui passam e deixam testemunhos que nos ajudam a matar saudades da nossa bonita terra...
Aurora Sérgio
***************************************************************
Pelo teu empenho e desempenho nesta aventura de cubalenses tão bem sucedida um grande abraço de parabéns e de motivação para continuares sempre....
Francisca Isilda
***************************************************************
Ao grande obreiro Ruca
Parabéns por este maravilhoso trabalho.É justo este reconhecimento.
Registo com agrado esta data,que também é a data meu aniversário
Parabéns Ruca e a todos Cubalenses.
Força...
Francisco Prata

DAPANDULA

Meu querido amigo:
Só hoje tive oportunidade e tempo para te dizer umas palavras.
Desde a primeira hora que estou contigo, como sabes.
Todos os dias visito o nosso blog.
Para ti e para todos os colaboradores e para todos os Cubalenses que aqui habitam, um grande abraço. E, venham mais cinco...anos!
Fiquem bem
Henrique

11 novembro 2009

2º ANIVERSÁRIO DO BLOGUE DO CUBAL

Meus Caros cubalenses e amigos do Cubal.
O nosso espaço virtual faz hoje 2 anos!
É com imensa alegria que partilho este aniversário com todos vós.
Considero que o objectivo principal que tracei quando da criação foi ultrapassado. Sinceramente, no início, estava longe de imaginar a adesão que fui sentindo ao longo do tempo.
Sabendo do poder da Net, estava convicto que este seria o meio ideal para a reaproximação de tantos amigos que a história ou os factores históricos separou.
Hoje mesmo, recebi o relatório das visitas ao nosso blogue, que partilho convosco:

Cubal - Angola - Terra amada !
-- Site Summary ---
Visits
Average per Day ................. 82
Average Visit Length .......... 5:19
This Week ...................... 572
Page Views
Total ...................... 170,712
Average per Day ................ 156
Average per Visit .............. 1.9
This Week .................... 1,095
Fonte:Sitemeter.Período de 03 a 09 de Novembro 09

São surpreendentes os acessos ao nosso blogue, não só de Portugal, como do resto do Mundo!
E isto graças a quem? A todos vós que colaboraram de uma forma ou de outra e na medida do possível, respondendo aos meus sucessivos apelos.
A todos os que na coluna do lado direito em “ETIQUETAS“ figura o nome, bem como a todos os outros que, comentando os posts, vão igualmente enriquecendo o nosso espaço, uma palavra apenas, ou melhor duas palavras:

MUITO OBRIGADO!

Sem a Vossa colaboração, nada deste trabalho seria possível. Daí a minha gratidão. Vamos continuar com o nosso Blogue e contribuir, cada vez mais, que o mesmo seja o elo de ligação, fomentando ao mesmo tempo o debate saudável possibilitando novas ligações entre pessoas e a PARTILHA DE EMOÇÕES DO CUBALENSES E AMIGOS DO CUBAL.

NÓS CUBALENSES, ESTAMOS DE PARABÉNS PELO 2º ANIVERSÁRIO DO NOSSO BLOGUE. CONTINUEM A PARTICIPAR COMENTANDO E/OU ENVIANDO TESTEMUNHOS.

Conseguimos encurtar distâncias, barreiras geográficas e sobretudo, reencontrar amigos!

Um grande abraço cubalense.

Ruca (Rui Gonçalves)



Link relacionado : 1º Aniversário do Blogue do Cubal

08 novembro 2009

O FRASQUINHO DE AREIA

Com a tranquilidade que todos lhe reconhecemos, o Carlos Falcão retratou os pontos altos do nosso Encontro e entre eles destacou a oferta dos frasquinhos de areia.
Não é apenas um simples frasquinho de areia. É um pedaço da nossa terra. Provávelmente muitos de nós já pisaram aquele pedacinho.
É também um acto de amor. Imagino que a Mimi terá pensado em cada um de nós, quando se deu ao trabalho de ir buscar aquela areia, simbólicamente num local que todos adoramos, o nosso rio.
Para mim, quando lá estive, também trouxe um frasco de areia da Praia Morena.
Agora ambos estão na minha secretária, para que sempre que olhe para eles, me recordem quem eu sou e de onde vim.
Obrigado Mimi.

Henrique

06 novembro 2009

20º Encontro dos Estudantes do Cubal

Dia 24 de Outubro de 2009 realizou-se o 20º Encontro dos Estudantes do Cubal. Estive lá, como não podia deixar de ser, a carregar as baterias que as saudades do tempo passado no Cubal vão descarregando. Foi bom rever os amigos, os que só esporadicamente vão aparecendo nos encontros e os outros que vão aparecendo com mais frequência porque a amizade assim o exige.

Para mim rever um amigo Cubalense, mesmo que seja só uma ou duas vezes por ano, é um acontecimento inesquecível, imaginem então o que será rever perto de 150 Estudantes Cubalenses, todos eles reunidos durante um fim-de-semana a conviver, festejando de diversas formas o facto de terem sido Estudantes na Cidade do Cubal.

É formidável que isto suceda há 20 Encontros, mas é porque somos diferentes, porque somos Cubalenses e porque vivemos numa terra em que as únicas atracções turísticas eram as fazendas de Sisal e pouco mais, mas que recebia bem as pessoas, oferecendo-lhes uma sã convivência no seio da grande família Cubalense. Isto somos nós.

Este 20º Encontro correu bem pela forma como proporcionou o convívio durante o fim de semana, oferecendo diversas actividades.

- Houve fados e guitarradas de Coimbra para todos. Recordei uma boa fase da minha vida.

- Gostei do frasquinho com areia, que suponho ser do rio Cubal.

- O ponto alto do jantar foi o momento em que o escritor angolano Fernando Dacosta nos deliciou com a sua palestra. Um pouco extensa mas gostei.

- Tivemos a actuar no palco um filho do Contreiras Campos, conhecido musicalmente, que nos brindou com o Play Back dos seus sucessos. Foi um bom momento musical.

- Estranhei que não fosse o Boto a oferecer-nos a animação do baile, os substitutos tentaram suprir a falta. Mas nós estamos habituados ao Boto e sentimo-la.

A organização teve certamente muito trabalho e sacrifício na preparação de tudo a tempo e horas. O resultado foi o bom 20º Encontro dos Estudantes que nos proporcionaram.

As minhas felicitações à Mimi Peixoto, ao José Lobo Pires e ao Manuel Sousa pelo que fizeram, com votos que no próximo ano o 21º Encontro seja tão bom como este.

Carlos Falcão

01 novembro 2009

26 outubro 2009

20 ANOS

E pronto!
Terminou mais um Encontro.
Não, não foi um Encontro banal. Foi um Encontro maior, com 20 anos de idade.
Só isso seria suficiente para nos congratularmos. Como sempre a Direcção do mesmo, esmerou-se e ultrapassou-se para que todos tivessemos um fim de semana feliz.
O objectivo nunca conseguido por ninguém, era de que toda a gente gostasse de tudo e se sentisse bem.
Infelizmente a tarefa de agradar a todos é impossível. No entanto no computo geral, foi fantástico ( opinião pessoal, óbviamente). Houve prendas a rodos e só quem está por dentro sabe o trabalho e o dinheiro envolvido. Houve fados inesquecíveis, na voz e nas guitarras da nova geração coimbrã.
A cereja em cima do bolo, chama-se Fernando Dacosta. Homem simples na aparência, que nos fez uma conferência memorável sobre o nosso passado comum e que traçou pistas para o futuro. Tive oportunidade em amena cavaqueira, de lhe dizer que não concordava totalmente com tudo o que disse, mas não posso deixar de dizer que foi absolutamente magistral. No fim, ainda tive que ouvir o meu grande amigo Sampaio dizer-me: toma e embrulha. Pois que assim seja.
Finalmente, apenas quero agradecer penhoradamente, pela parte que me toca, à Organização. Foram inexcedíveis.
Grande abraço
Henrique

16 outubro 2009

Cubalenses

1
Para além do Eduardo Jorge Abreu, ao meio, quem são os restantes amigos?
2.
Reconheço o Sr. Vilares, Sr. Martins, Bia e quem mais?

13 outubro 2009

Quartel Militar do Cubal, Natal de 1973

Natal de 1973, no Quartel Militar do Cubal
Dada a generosidade da população do Cubal, quase não nos faltou nada. E digo, quase, porque faltou a nossa família, esse elemento tão necessário.
Foi ao nosso terceiro Natal em Angola.
Agradecemos na altura a v/ comparticipação.
E ainda hoje vos agradeço.
Um abraço para todos vocês.
José Manuel Simões da Cunha
(relembrem na Diáspora)

****************************************************************
Histórias que relembram o saudável convívio
Diz ou assim entendi que o seu pai teve uma oficina de automóveis e isso levou-me a recordar um acidente que o nosso militar- motorista ocasionou muito, perto do fim da nossa comissão e punha-se a questão de que se houvesse uma participação a PSP, iria inevitavelmente prejudicar a ida do nosso homem para casa. A pessoa que conduzia (salvo erro um FIAT 128) e que estava a experimentá-lo e o dono do stand, não desejavam atrasar a vida ao moço e assim desde que o prejuízo fosse coberto, para eles, estava tudo bem. O problema é que não havia dinheiro para pagar o valor do dano (um soldado ganhava um pré de menos de 1000 Escudos). Houve alguém que nos sugeriu que fizéssemos umas farras no clube e uns concursos para o par mais bailador e interessante, fossem outorgados um "prémio"-não pecuniário. E assim e com mais um pequeno peditório pelas casas comerciais, lá se conseguiu arranjar mais do que o dinheiro suficiente para a reparação. Recordo que sobrou umas centenas de escudos que nós entregamos a um garotinho que ia no carro e que sofreu umas arranhadelas.Se ainda houver alguém que se recorde destas peripécias, gostaria de que aparecesse neste vosso blog a manifestar-se.
Um abraço para todos os cubalenses que por aqui (blog) passam.
Bem hajam.
José Cunha

*****

Caro José Cunha,
Mais uma vez obrigado pela sua participação com estes dois excelentes testemunhos. Já falei com o meu pai, que me referiu que o episódio, não se terá passado com algum mecânico da sua oficina. Talvez tenha sido da oficina do Sr Borges ou do saudoso Narciso.
Aqui deixo o desafio à Anabela (filha do Sr Borges) que indague junto do pai na esperança que sejam relembrados estes factos.
Obrigado e apareça sempre!
Forte abraço
Ruca

12 outubro 2009

Cubalenses

1.
Reconheço: Becas, Alexandre Barbosa Fonseca, Toneco Lousa
(Ajudem-me a completar os nomes destes amigos - Ruca)
2.
Ajudem-me a fazer a legendagem destes excelentes testemunhos de amigos cubalenses - Ruca
*****
Olá bom dia
Sou a filha mais velha do Becas (...)neta do Virgilésio
Encontrei 2 fotos de amigos do meu pai do Cubal. Não sei como fazer, mas pode por no nosso site, sff??
muito obrigada
Ana Bernardo
***
Olá Ana Bernardo,
Excelentes imagens/testemunhos que nos envias. Muito obrigado! Aparece sempre! Desafio-te a procurar mais exemplos que nos possas enviar enriquecendo este nosso espaço virtual.
Ps: Agradeço ao Manuel Faria de Sousa, o facto de ter reencaminhado o email da Ana Bernardo, que não estava certa para onde remeter.
Já sabem o email do nosso blog é cubal.ruca@gmail.com , para onde deverão remeter todos os testemunhos.
Abraços
Ruca

Cubal, Janeiro de 2009

1.
Árvore de Natal em frente à Igreja
(onde foi o Quartel ?)
2.
Igreja
3.
Igreja

4.
Casa onde morou a Professora Sofia

5.
Clube B. Recreativo do Cubal


6.
Colégio Eça de Queirós

Ruca,
Envio-te fotos do nosso querido Cubal, tiradas por meu irmão Pecos em Janeiro de 2009.
Saudações Cubalenses.
Deolinda Gonçalves

11 outubro 2009

O que é que você vai fazer, Domingo à tarde?

1.
Passeio domingueiro até ao "Campo de aviação" do Cubal
2.
Beep ... beep
3.
Junto à aeronave que desinfectava (?) as plantações de algodão
4.
5.
6.
O que é que você vai fazer domingo à tarde,
Pois eu quero convidar você prá sair comigo,
Passear por aí numa rua qualquer da cidade,
Vou dizer pra você tanta coisa que a ninguém eu digo.

Eu não tenho nada prá fazer domingo à tarde,
Pois domingo é um dia tão triste prá quem vive sozinho.

Quando eu vejo um casal namorando,
é que eu sinto a verdade.
É tão triste passar o domingo sem ter um carinho.

Se você vive tão só, sei que vai me entender,
Sem amor é muito mais difícil a gente viver,
Pela última vez responda, mas diga a verdade,
Pois eu quero sair com você domingo à tarde.
In Nelson Ned